domingo, 18 de maio de 2014

que dia ardido. hoje to apertada porque esse dia assim...inchado...dificulta a respiraçao, né? dá uma coisa...como uma impermanência que atinge diretamente o estômago e me põe numa sensação de dúvida generalizada; densa. meus cantos de boca contraem todos pra baixo, a testa enruga e é fado que não acaba mais.

---

de tempos em tempos preciso da solidão total e nessa ocasião viro guerra silenciosa
terrível
a literatura sempre acaba morta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

<_/´\_/`\__>~ tss