quarta-feira, 4 de setembro de 2013

insônia deitada
insone, insana:
derramo em nada.
na cama, corredor
tropeço, a sala.
poltrona, poema: desmama!
quero dormir!,
preciso de palha,
de praia,
de lua, de concha, estrada;
acanha, acanha, acanha...
poema
lasqueira:
acesa
fogueira.
ascende
minh'alma!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

<_/´\_/`\__>~ tss