terça-feira, 16 de outubro de 2012

IDÉIA GERAL I - e a crítica, Leda? "acho suuuper chato" ( Leda Catunda em "A Margem da Linha")

e u    t a m b é m    a c h o.

 

 

Significado de Obra

s.f. O resultado da ação, ou do trabalho.
Edifício em construção.
Pop. Excremento humano.
S.f.pl. Ações, atos humanos.
Reparos de certo vulto, em prédio, pontes, viadutos, estradas etc.





 FAZER ARTE! (?)



Arte naïf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Arte naïf ou arte primitiva moderna é, em termos gerais, a arte que é produzida por artistas sem preparação académica na arte que executam (o que não implica que a qualidade das suas obras seja inferior). Caracteriza-se, em termos gerais, pela simplicidade e pela falta de alguns elementos ou qualidades presentes na arte produzida por artistas com formação nessa área[carece de fontes]. (Veja também art brut, género artístico que tem algumas semelhanças.)
O termo naïf presume a existência (por contraste) de uma forma académica de proceder nas artes - uma forma "educada" na criação artística, que os artistas desta corrente não seguirão. Na prática, contudo, também existem "escolas" de artistas naïf. Ao longo do tempo, o estilo foi sendo cada vez mais aceito e valorizado.
As principais características da arte naïf (por exemplo, na pintura) são a forma desajeitada como se relacionam determinadas qualidades formais; dificuldades no desenho e no uso da perspectiva que resultam numa beleza desequilibrada mas, por vezes, bastante sugestiva; uso frequente de padrões, uso de cores primárias, sem grandes nuances; simplicidade no lugar da subtileza, etc.
Por se referir à uma tendência estética e não particularmente a uma corrente de pensamento é recorrente a errônea classificação "naif" de artistas na realidade conscientes de sua produção formal que optam por uma figuração sem compromisso fotográfico com a realidade (como exemplo o pintor Henri Rousseau, exímio colorista, considerado diversas vezes um "ingênuo").
Tornou-se um estilo tão popular e reconhecível que já existem obras que podemos classificar como pseudo-naive.

Artistas primitivos modernos

Museu de Arte Primitiva Moderna, em Guimarães
Anônimo pernambucano: Paisagem
Anônimo pernambucano: Paisagem












Arte bruta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Adolf Wölfli, Irrenanstalt Band-Hain, 1910.
(Redirecionado de Art brut)
Ir para: navegação, pesquisa
A expressão arte bruta (em francês Art brut) foi concebida por Dubuffet, em 1945, para designar a arte produzida por criadores livres de qualquer influência de estilos oficiais, incluindo as diversas vanguardas, ou das imposições do mercado de arte.
Dubuffet via nesses criadores - oriundos de fora do meio artístico, a exemplo dos internos em hospitais psiquiátricos - a forma pura e inicial de arte. O suíço Adolf Wölfli (1864-1930), que viveu em um asilo de alienados desde 1895 até sua morte, é apontado por Dubuffet como autor símbolo da arte bruta.[1]
Em 1948 é fundada por Dubuffet a Companhia de Arte Bruta, com o objetivo de constituir uma coleção dessas obras. Existe um museu da arte bruta em Lausane (Suíça) con obras de artistas como Carlo, Aloïse e Alfredo Pirucha. Em 1967 acontece exposição importante no Musée des Arts décoratifs de Paris, apresentando uma seleção de 700 obras.

Um comentário:

  1. Naluz Oliveira, precisa falar com URGENTE, por favor me liga 9 71901588. DEUS ABENÇOA !

    ResponderExcluir

<_/´\_/`\__>~ tss