quinta-feira, 24 de março de 2011

sem título


-calma, vamos negociar...(interrupção um)
-que negociar o que, eu tô no direito, eu tô bem no direito de mandaáááár.
-você tá fazendo um carnaval por conta de nada.
-nada? nada?, você acha que é normal, normaááál passar a noite fora de casa
-e não é? a vida é assim, as coisas são assim
-hahaha, você é moderninho, então? moderninho agora!
-não sou moderninho, só queria negociar! mas você me interrompeu.
-ah, a culpa é minha então? hahahaha, agora a culpa é minha?!
-ninguém disse isso, não é bem assim...(interrupção dois)
-claro que disse! acabou de dizer! disse que a culpa da não negociação é minha!
-eu não disse isso, acontece que você tem um jeito de lidar com as coisas e eu tenho outro, cada um pensa de um jeito, eu respeito isso...
(aumentando o tom de voz progressivamente)-respeita porque você é IGUALZINHO a ela, igualzinho! gosta de sair na madrugada, farrear sem dar satisfação a ninguém, bando de loucos soltos no mundo, iguaizinhos vocês dois! não dão a menor importância aos outros, acham que é normal passar a noite inteira fora de casa!

daí o grito foi alto demais
a paciência foi se decompondo até virar pó
eu fiz questão de quebrar outro prato caro
e fui-me embora
pra não voltar nunca mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

<_/´\_/`\__>~ tss